MESTIA, SVANETI

Não é à toa que Svaneti é o lugar mais referenciado pelos georgianos aos turistas. E o mais procurado por estes. Um conjunto de aldeias muito rudimentares com singulares torres de vigia. Segurança e armazenamento de víveres. Também já chegou a altura dos animais se abrigarem nestas obras milenares e agraciadas com o título de […]






CALOR DA MONTANHA

Svaneti fica lá, bem no alto. Ao nível do calor e peito aberto das gentes desta montanha. Muitos modos são ainda algo rudes, porém, no essencial, estes ‘ausentes’ da civilização não nos deixam ficar mal. Estamos preparados para faustoso repasto, com cerveja e vinho suficientes para duas refeições, e eis que um local nos presenteia […]






IMPREVISTO EXPRESSO PARA MESTIA

Kutaisi não cativa como imaginei. Dispensaremos dois mosteiros Património Mundial – veríamos outros, semelhantes – e embarcamos em simpática marshutka que nos leva ate perto da central de onde partem as suas primas rumo a Zugdidi. Daí, seguiremos para Mestia. 10 minutos chegam para fazer contactos no velho transporte e os passageiros locais explicam às […]






KUTAISI, ERRO DE CASTING

Garantem-nos que hoje já não há mais Mashkutas para Kutaisi. Insistimos na procura. Talvez tenham razão. Elas passam e param na autoestrada. Apanhamos táxi. Na suposta paragem, os dois taxistas fazem-nos proposta. Números indecentes. Saímos das viaturas e logo aparece moderna ‘van’. Por um quarto do valor (3 euros) pedido (12), vamos melhor instalados e […]






Josef Stalin

Cinco euros dão acesso ao museu do antigo ditador soviético (1922 a 1953), à sua casa natal e carruagem de comboio privada. Só a esbelta diretora da instituição fala inglês. Esboça esforçada simpatia, que termina quando prescindimos de guia: pelos vistos, ela própria. Desaparece… Basta entrar na primeira sala para perceber que faltam as óbvias […]






Rumo ao orgulho de GORI

Tbilisi começa a prometer viciar, pelo que é melhor partir já para o ‘país real’. Seguimos, por isso, para a efetivamente desinteressante Gori. Esta cidade industrial de 60.000 habitantes passaria ao lado do nosso mapa, não fosse o seu filho pródigo: Josef Stalin. Com a bagagem as costas, experienciamos o eficiente metro. Frio como o bloco […]