NIAGARA ON THE LAKE

Por momentos, pensei que deambulava por deliciosa vila holandesa. Pelas flores. Belas, altivas. Espalhadas até ao expoente da loucura. Saudavelmente colorida.

As casas. Bom, as casas… não vi igual por onde andei. Possuído pela sua excelência, atordoado pela sua formosura. Impossível não fantasiar como será viver (nem que por uma pequena temporada) num lugar destes. Soa a concurso, desafio pelas mais distintas e criativas obras de arte. Sim porque é de arte que se trata.

“Não te atrevas a perder Niagara on the Lake. Dos lugares mais deliciosos do Canadá”, tinha-me avisado Carla. Em boa hora este intimidatório conselho.

O lago é sereno e do outro lado, lá longe – bem distante – vislumbram-se torres. Garantem-nos que são de Toronto. Por terra, são mais de 100 quilómetros.

No centro, lojas híper chiques com atendimento mais do que simpático. Um teatro familiar com funcionários de outros tempos. Tal como o da farmácia secular, com o seu ancião dono que já integra a histórica paisagem interior.

Niagara on the Lake é calma, devolve-nos a tempos idos, mas está longe de ser só para “velhos”…

__
Rui Bar­bosa Batista relata no blo­gue Cor­rer Mundo a sua via­gem pelo Canadá e EUA. No site www.bornfreee.com  pode ace­der a outros rela­tos e ima­gens sobre a viagem.

Esta entrada foi publicada em América do Norte com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/corrermundo/2013/08/09/niagara-on-the-lake/" title="Endereço para NIAGARA ON THE LAKE" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>