Montanha russa tibetana

A viagem do Tibete consiste em paragem em vilas pelos 3600 aos 4000 metros de altitude e depois percorrer montanhas até atingir um pico de 5000 a 5248 metros. Enfim, uma espécie de montanha russa com checkpoints chineses. No primeiro “pass” acima dos 5000 metros, saí do autocarro para tirar uma foto ao Evereste como se impunha.

No segundo “pass” aos 5248 metros, o mais alto, abri a janela para tirar uma foto a uma casa que tinha escrito na parede a altitude e lagartei no meu assento.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>