América Central: Saudosa Granada, surpreendente Leon

Vulcões & Lagos Nicarágua tem uns 15 vulcões. Uns mais imponentes. Outros menos vistosos. Nem os guias dos parques vulcânicos sabem a matéria de cor quanto a números e características. Apenas referem que integram uma bela e invulgar cordilheira vulcânica ao longo da América Central. Decidimos ir espreitar o Masaya. Percebemos, sem muita surpresa, que, […]






América Central: Colonial Granada

GRANADA Foi bela e altiva. Esplendorosa. Rica como nenhuma, na América Central. Viveu séculos de apogeu. A loucura de um aventureiro americano quase a reduziu a cinzas. Não a podendo manter sob o seu jugo, preferiu mandá-la queimar. Estávamos no século XIX. O tempo correu. Lentamente. Mais de um século se passou. Sem pressas. Limparam-se […]






Policia Nacional, a vergonha da Nicarágua

“Papa frita! Papa frita! Pap…”. Luz ainda gritou. E caiu ao chão. De uma altura de um metro. Perdeu os sentidos. Logo foi assistida. Pelos presentes. Levaram-na para fora do recinto.Tudo parecia normal, até que se ouvem gritos de fora da improvisada praça de touros. Pegam em Luz ao colo. Abanam-na. Dão-lhe água. Bofetadas. Inerte, […]






Festa & Mais Festa

Fernanda tinha acordado mais tarde, mas à hora combinada. Ainda assim, foi a primeira a dar os parabéns ao Carlos. 37 aninhos. O benjamim do grupo. Brindamos à sua saúde. E Altagracia brindou a S. Diego de Alcalá. Caímos na melhor semana do ano. Pois é nestes dias que o pueblito se veste de gala. […]






Omepete em festa

Chovia. E o vento dançava descontrolado. As águas revoltas balouçavam o ferry. Era o último do dia. Chegaria às 18:10, já breu, ao pequeno cais de San Jose del Sur. Subimos ao convés. Pouco mais de uma hora no Lago Nicarágua até à mítica ilha de Omepete. Sentimos na brisa o odor de uma nova […]






Fernanda & Pedro Martinez

No meio da multidão mestiça, pele branca, olhos verdes e cabelo claro chamam a atenção. Tal como o seu olhar a percorrer avidamente cada janela do autocarro. Tardou mais do que nós a perceber que o seu calvário tinha terminado. “Olá Rui, tudo bem?”, disse Fernanda, com as expressões do rosto aliviadas. Apresentei-lhe os meus […]






Enfim, Costa Rica

O amarelo-torrado-alaranjado traiu-o. Em dia chuvoso, entre a multidão, surpreendentemente cinzenta, não era difícil. O folclórico chapéu peruano tornou-se a sua imagem de marca. Ali estava Zé Luís, quem tínhamos vindo resgatar. Saímos por uma lateral do aeroporto. Apanhamo-lo desprevenido. Saltou ao nosso grito. Já refeito, abraçou-me. “Parabéns, companheiro”. Lembrei-me que era o meu aniversário. […]