Quando o Vietname me fez chorar

Cheguei a Hanoi com poucas esperanças de ver algo surpreendente. Tenho já 7 semanas de viagem no corpo, e uma cascata será sempre apenas mais uma cascata, um templo será sempre mais um templo, e a neblina que cobre Hanoi, não deixa muito a desejar numa cidade que nunca dorme.

Depois de Halong Bay, que irá ter um post próprio, viria Sapa.

Rodeada por belas montanhas, e com um clima muito característico, onde as temperaturas raramente passam os 24º, Sapa parece mais uma cidade perfeita na confusão que é o Vietname.

Passava pouco mais das 12h quando chegámos ao mercado de Ba Ca e o caos misturado com a quantidade absurda de imagens fantásticas disponíveis, não mostravam desde o início o que estava bem à vista numa das partes do mercado.

Cães e gatos, principalmente de tenra idade, estavam dispostos, como se de galinhas ou outro qualquer animal que estamos tão habituados a ver em feiras, se tratassem. Cedo percebi qual a razão dos animais estarem ali, e foi então que tudo começou.

Admito que nunca vi tanta crueldade para com os animais, como naquele local. A total despreocupação ou mesmo agressividade com cães e gatos, fizeram-me por inúmeras vezes, agarrar a máquina fotográfica com força, para que não perdesse a cabeça.

Sei que poderia colocar fotos, mas decidi ser absurdo alimentar ainda mais tamanhas barbaridades.

Pouco tenho mais a dizer sobre os dias seguintes. Aquelas imagens ficaram marcadas na minha mente, e durante os próximos 6 dias em Hanoi, sinto-me perdido e sem saber para onde continuar.

5 comentários a Quando o Vietname me fez chorar

  1. Estive no “Bird Market” em Yogyakarta na Indonesia e aconteceu-me o mesmo! Neste mercado encontra-se tudo, nenhum animal lhes escapa: caes, macacos, corujas bebes, osgas, sapos, ratos, morcegos, aves, serpentes, outros mamiferos que nao sei o que sao, ate formigas, etc. todos encafuados sem as minimas condicoes! Serao usados para testes ou como animais de estimacao, i.e. para estarem num canto da casa numa gaiola minima.. enfim horrivel!

    Responder
  2. É mais fácil julgar do que perceber. Quando a população vietnamite esteve em situação de guerra e fome, cães, gatos, ratos, etc. não passam de animais como todos os outros. Quem pode julgar os chineses ou vitnamitas por comerem cães. Os portugueses comem coelhos e aves. Tratam-nos de forma bárbara aos olhos de outros povos. Julgar é fácil. Não devemos olhar para os outros países com as “lentes” que usamos em Portugal. Ser viajante é muito mais do que isso. Perceber é o que devemos fazer. Podemos não concordar com as suas opções mas enquanto não vivermos como eles não temos o direito de julgar.

    Responder
    • Eu compreendo, mas não se trata de comerem cão ou gato. Trata-se da forma como os tratam. Trata-se da forma como riem enquanto batem nos animais ou como promovem as lutas entre galos etc. Isso sim é o que me choca ainda.

      Responder
  3. Nunca vás então ao combodja ou à tailândia, aquilo é de arrepiar!!!No entanto não vejo problema de se comer cães e gatos, quando se comem porcos, galinhas, vacas, etc e nas mesma ou por vezes ainda piores condições, principalmente no caso de aves!

    Responder
  4. Felizmente que a mentalidade dos Vietnamitas está mudar,tenho lido vários artigos que remetem a eles deixarem de comer gato e cão porque lhes dá azar…

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>