Tailândia e Laos, duas semanas depois


 Cheguei a Bangkok no dia 8 de Setembro sem saber o que esperar, após um voo de cerca de 11h.

O ar húmido, misturado com novos sons, símbolos e pessoas, toldam-me um pouco a mente ainda dormente após o longo voo. Apenas tive 5 horas no aeroporto, mas mais do que suficientes para perceber o que vem com aquela cidade em muito infernal.

Satisfeito por poder seguir de imediato para Chiang Mai no norte da Tailândia, restava-me apenas aguardar o que após 11h pareceu apenas um breve momento.

Chegado a Chiang Mai, alguém me aguardava. Senti o ar quente que me encheu os pulmões e me fez perceber finalmente que estava já muito longe de Portugal. O ar é espesso, como que se pudesse ser cortado às fatias, e trincado com mais um pouco de fruta.

Templos, tuk tuks e mosquitos, foi o que guardei no meu moleskine enquanto viajava pelo norte da Tailândia. Mas apenas 3 dias depois chegava a um estranho local onde o tempo parou, chamado Laos.

Desde que entrei neste país no dia 11 de Setembro, que não sabia bem o que esperar. Cheguei acompanhado, mas sigo agora caminho sozinho, por locais desconhecidos e remotos. Nem sempre é fácil esta experiência de viajar sozinho. No entanto espera-me ainda um longo caminho pela frente.

Nos próximos meses espero entrar no Vietname no dia 1 de Outubro, Malásia – 1 de Novembro, Austrália – 2 de Dezembro, Nova Zelândia – 3 de Janeiro e por fim Argentina no dia 16 de Janeiro. Espero chegar ao Chile, mas tenho que ter sempre presente que irei deixar Buenos Aires no dia 14 de Fevereiro.

Irei tentar escrever sempre que possa, se bem que “isto” de viajar por 6 meses é cansativo e nada comparável a férias, como muita gente me diz. Viajar assim é como que viver tudo o que nunca vivemos, juntando todos os nossos medos e fragilidades em poucas horas.

Choramos com estranhos, rimos com estranhos, no fim tiramos apenas o que pudemos tirar do que vivemos. E certamente muito ainda está para vir.

6 comentários a Tailândia e Laos, duas semanas depois

  1. No ano passado estive na Tailândia, nomeadamente em Bangkok visitando o mercado flutuante, depois fui para Chiang Mai no norte da Tailândia, que adorei, fiz um passeio de elefante, andei numa jangada de bambu por um rio, visitei um orfanato de tigres e ainda visitei a aldeia das mulheres girafa (Pescoso comprido).
    Depois rumei para Krabi no sul, fiz uns dias de praia, visitando as ilhs Phi Phi, onde estive na famosa praia do filme a Praia.
    Gostei de visitar a Tailândia, mas de todos os paises que eu já visitei na Asia (Cambodja, Vietename, Tailândia e Indonésia), o que eu mais gostei foi o Cambodja pela cultura, pelas pessoas e pela beleza dos monumentos.
    Vejam o meu blog de viagens: http://o-meu-passaporte.blogspot.com

    Responder
  2. Vou seguir a sua viagem com muito interesse porque vai a países que já visitei, um de cada vez, e guardo imagens belíssimas que estão gravadas na mente para o resto da vida. Continuação de boa viagem e parabéns pela coragem!

    Responder
  3. Grande viagem a tua,boa sorte e que tudo corra bem…eu tb estou a pouco mais de 1 mês de colocar a mochila nas costas e ir para Bangkok,Vietname e Cambodja,adorava ir tb Laos mas 1 mês não chega a nada…

    Abraço

    Responder
  4. Grande aventura! desejo-te muito boa sorte! Experimentei viajar sozinha durante uma semana (nada que se compare a meses claro) com a mochila as costas, sem comunicação com Portugal e foi impressionante a afinidade que se começa a criar com ‘estranhos’ comecei a aperceber-me mais ainda que cada pessoa que passa por nós é um potencial amigo, e cabe-nos explorar esse potencial 😉
    Aproveita os diferentes ambientes que eu voltarei ao blog para ver as novidades.

    Hugs

    ” If you have a dream, give it a chance to happen. “

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>