Regresso ao Passado

“Cybersurfing for vagina” ou era uma vez a história de um rapaz que quando os computadores pessoais foram postos à venda soube que era uma questão de tempo até arranjar maneira de ter orgasmo com eles. Quem? Quem? Howard Stern, obviamente. O rapaz que mais tarde descobriu que afinal a rainha do sexo na Internet […]






Regresso ao Passado

Para ler, é favor clicar na imagem. (Crónica publicada no suplemento Leituras de 18 de Maio de 1996) Ao voltar a ler esta crónica tantos anos depois até me ri. O site do USATODAY continua a existir e o Life também.  O John Gray  ainda dá conselhos a casais e a vende muitos livros e o Howard […]






Regresso ao Passado

Um escritor que confessa que assaltava casas para cheirar “cuecas” de mulheres nunca me deixaria indiferente.  Este é o James Ellroy de outros tempos. Esta crónica foi publicada no suplemento Leituras & Sons no dia 11 de Maio de 1996 (para ler clique na imagem). Anos depois, a página com citações do escritor organizada por […]






Regresso ao Passado

Não consigo encontrar vestígios dos sites sobre a escritora Agatha Christie de que falava nesta crónica. Mas se a escrevesse agora, a página sobre Agatha Christie que vos aconselharia a visitar é The Official Agatha Christie Website. Esta crónica (para a ler clique na imagem) foi publicada no suplemento Leituras & Sons, do PÚBLICO, no dia […]






A remexer no baú

Esta busca que acabei de fazer no Google com a palavra-chave Marguerite Duras foi uma desilusão por perceber que nada de muito interessante sobre a obra ou sobre a autora tinha aparecido na última década na WWW. Esta crónica (carregar na imagem para aumentar) foi escrita no ano em que a escritora morreu, em 1996, […]






A remexer no baú

Aviso: Isto é só para coleccionadores. Esta crónica CIBER-ESCRITAS foi publicada no suplemento do PÚBLICO, Leituras & Sons, no dia 30 de Março de 1996. Ao fim de tantos anos nunca pensei que ainda se encontrassem vestígios dos Versos de Segunda (na altura da PT-Net) a vaguear pela WWW. E não é que existem? Há […]