As histórias dos miúdos

Ciberescritas
Isabel.Coutinho@publico.pt

Toca-se com o dedo num candeeiro e a luz apaga-se e acende-se. O pinheiro de Natal, como por magia, aparece despido e depois decorado com bolas e estrelas prateadas.
Quando as luzes se iluminam, ouve-se uma música tradicional de Natal. Quando se toca num queijo pousado em cima de um prato, ele desaparece e o rato começa a comê-lo. Perguntam-nos onde está o gato e temos de o descobrir escondido debaixo da mesa. Tudo isto acontece durante a leitura interactiva de “A Melhor Prenda de Natal”, um conto sobre o verdadeiro espírito de Natal baseado no universo do famoso “Sítio dos Miúdos” da Porto Editora. É uma aplicação que pode ser comprada por 2,99 euros na App Store e que, depois de descarregada para o iPad, o iPhone ou o iPod touch, permite a leitura deste conto, a partilhar por pais e filhos.
A interactividade começa logo na escolha da língua em que queremos “ouvir e ler” esta história, que pode ser contada em português de Portugal, em português do Brasil, em inglês e em espanhol. No princípio, o gato Tomás está a contar mentiras aos amigos sobre as prendas de Natal que vai receber. Os amigos descobrem e chamam-lhe a atenção.
No final, Tomás recebe uma prenda e decide que nunca mais inventará “histórias mentirosas”. Conclusão: com a ajuda dos amigos, o gato Tomás aprendeu a utilizar melhor a sua imaginação.
Algumas das páginas deste “ebook” têm um ícone com uma ligação para a secção dos “jogos”, onde estão disponíveis desafios e charadas. Podemos adivinhar onde se escondem personagens, pintar ilustrações do livro com as nossas cores preferidas, encontrar imagens semelhantes e fazer contas de somar.
A 16 de Dezembro, a Porto Editora lançou a primeira destas histórias protagonizadas pelas personagens do Sítio dos Miúdos e com as quais as crianças podem interagir: a Mimi, o Tomás, a Lili, o Pinguick, o Xico, o Xavier, o Gaspar, o Malaquias e a Matilde. Chamava-se “Quando eu crescer vou ser…”, tinha por tema as profissões e podia ser descarregada gratuitamente.
Ainda está disponível de graça na App Store. Já foi descarregada por mais de 1600 utilizadores. Este projecto foi concebido por profissionais especializados nas áreas da coordenação editorial, design, programação e orientação pedagógica, explicam no final da aplicação.
“A concepção destas aplicações obedeceu a critérios de ordem pedagógica, pelo que os pais e educadores podem delas fazer apelo sempre que pretenderem proporcionar aos seus filhos e educandos experiências divertidas e didácticas”, acrescentam. Até Março de 2012, serão publicadas mais seis histórias, sempre nas quatro versões em simultâneo (língua portuguesa, variantes Portugal, Brasil, inglês e espanhol): “Era uma vez …a história!”, “Caiu o meu dentinho!”, “Histórias e brincadeiras”, “Nasceu a minha irmã!”, “Umas férias diferentes”, “Vamos aos Açores?”.
Neste projecto trabalharam 20 pessoas de quatro nacionalidades (Portugal, Brasil, Espanha e Inglaterra).
Para concretizar o projecto “Os Miúdos”, foram necessários oito meses de desenvolvimento, mais de duas mil horas de criação e adaptação de conteúdos e programação, e realizaram-se mais de 8000 elementos gráficos.

Projecto “Os Miúdos”
http://www.portoeditora.pt/mobile/projetomiudos

Sítio dos Miúdos
http://www.sitiodosmiudos.pt

10 Dicionários da Porto Editora na App Store e para Android
http://www.portoeditora.pt/mobile_apps

(crónica publicada no caderno ípsilon, do jornal PÚBLICO de 30 de Dezembro de 2011)

Deixar um comentário