Morreu Christopher Hitchens (1949-2011)

Quando esteve na Casa Fernando Pessoa a fazer uma conferência disse que não era a primeira vez que estava em Portugal. Contou que era para ele um prazer estar a falar na Casa Fernando Pessoa apesar de o seu “herói pessoal” ser Eça de Queirós. Quando esteve em Portugal, nos anos da revolução, passou ao lado das manifestações no Rossio, por uns momentos, para ir a Sintra.
Nessa conferência, que deu em Lisboa a convite da Inês Pedrosa, recordou António de Figueiredo, jornalista e militante antifascista, e Palma Inácio, mas não era para falar desses tempos que ali estava mas como autor de “Deus Não É Grande – Como as Religiões Envenenam Tudo” (ed. D. Quixote). Pode ler mais aqui.
E ler aqui como viveu sabendo como ia morrer.

Esta entrada foi publicada em Entrevista, Escritor, Morte com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/ciberescritas/2011/12/16/christopher-hitchens-1949-2011/" title="Endereço para Morreu Christopher Hitchens (1949-2011)" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário