Amanhã podem ler no suplemento Ípsilon

ipsilomjpg

NA CAPA

Uma volta pela cabeça de António Lobo Antunes

A gente quer andar mais pela rua. Ouvi-lo com o merceeiro, a cabeleireira, mas ele dá-nos a volta. Conde Redondo, Gomes Freire, Gonçalves Crespo, Conde Redondo. Quando damos por isso estamos outra vez em casa. A casa é como a cabeça dele: livros. livros, livros. A Alexandra Lucas Coelho esteve com o autor de “Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar”. Podem ler aqui.

Acabar com as ilusões

Quando colocou ponto final em “Crematório” Rafale Chirbes sentiu que saía de um buraco negro. Ponto final também nos idealismos de uma geração.

É um pénis. É um canhão. É Anish Kapoor contra o império.

Na primeira grande exposição de um artista vivo na Royal Academy de Londres, Anish Kapoor dispara 30 toneladas de cera, penetra cinco salas com um comboio vermelho, e deixa pilhas de excrementos. O Ípsilon esteve lá e falou com ele.


Por duas linhas

Discute-se muito o território, mas será que se olha para ele como um conjunto? Dois arquitectos, Pedro Campos Costa e Nuno Louro, percorreram o país, de Norte a Sul, seguindo duas linhas paralelas, uma pelo litoral outra pelo interior. O que viram?

Matt Damon mente e é gordalhufo

Steven Soderbergh deu-lhe uma indicação sobre a aparência da sua personagem em “O Delator”: “Gordalhufo” – para além disso ela mente de forma compulsiva. Retrato de um actor com comida e filmes em fundo.

Deixar um comentário