O Sony Reader na caixa do correio

Ciberescritas

Isabel.Coutinho@publico.pt

Desde que há cerca de um mês coloquei um “post” no blogue Ciberescritas sobre o Sony Reader – um dos aparelhos para ler livros electrónicos à venda na Europa – que tenho recebido vários emails onde leitores me perguntam se devem seguir os meus passos. O aparelho tinha acabado de chegar à minha caixa do correio e coloquei as primeiras fotografias online. O Sony Reader PRS- 505 demorou algumas semanas a chegar porque o “stock” disponível esgotou entre o pedido da encomenda e o seu processamento. Mas acabou por chegar, enfiado numa pequena caixa de cartão, muito bem embalada e que nem foi preciso ir levantar aos correios.
A encomenda foi feita através da Internet na livraria inglesa Waterstones.com, o pagamento feito através de cartão de crédito. Com o aparelho cinzento vem uma capa a imitar couro que o protege e que nos faz imaginar que estamos a segurar num livro impresso. Um CD para instalar no computador (em PC) e uma ligação USB. Esta serve para ligar o Reader ao computador e assim comprar, descarregar e copiar para lá os livros electrónicos. E também serve para carregar a bateria (é possível comprar carregador mas é um extra).
Quanto à pergunta dos leitores, se vale a pena investirem num Sony Reader a minha resposta é: depende. Antes de comprar pense para que quer usar o Sony Reader. Se, tal como eu, tem que ler muitos livros em versão PDF, então definitivamente aconselho-o a comprar este aparelho.
É prática comum os editores enviarem aos jornalistas e aos críticos literários os livros em PDF para que disponham de mais tempo para os lerem. Quando um autor vem dar uma entrevista, muitas vezes os livros impressos acabam por ficar prontos em cima da hora. O PDF resolve o problema. Mas ler um PDF num computador é uma maçada. Por isso, a maior parte dos jornalistas imprime esse PDF para depois ler o livro como se estivesse a ler “as provas”. Com o Sony Reader PRS- 505, aquele que está à venda no Reino Unido e em França, todos estes tormentos acabam. Basta ter o Adobe Digital Editions instalado no nosso computador (estou a falar da minha experiência no PC, ainda não experimentei como se processam as coisas num Mac) e os PDF são facilmente copiados do nosso computador para o Sony Reader (basta arrastar para copiar). Se os estivermos a ler no tamanho de letra mais pequeno (o S) aparecem no ecrã tal como estão paginados. Se mudarmos a letra para o tamanho médio (o M) perdemos a forma mas está lá o conteúdo todo e o mesmo acontece com o tamanho grande (o L). Mas se está a pensar comprar o Sony Reader para ler livros em formato ePub ou PDF que compra em outras línguas, nomeadamente em inglês, tenha em atenção que como residente em Portugal ou na Europa, apesar de ter acesso à loja da Sony Reader norte-americana, não pode ali adquirir livros. Só é permitido a residentes nos EUA ou no Canadá. Aconselho, por isso, que antes de mandar vir o aparelho, navegue um pouco na sessão de eBooks de lojas online que vendam para a Europa como a inglesa Waterstones, ou a francesa Maison du Livre ou a Books on Board. Para perceber se é aquele género de livros que quer comprar e descarregar para o seu Sony Reader. Porque nem todos os livros editados têm versões digitais.
Já sabe que eBooks em português, livros em formato PDF, editados pelas principais editoras portuguesas não vai encontrar à venda. Por isso o seu Sony Reader só servirá para ler edições estrangeiras.
A encomenda do Sony Reader em Inglaterra custa 224 libras a que se deve acrescentar o porte de envio para um país estrangeiro (19, 98 libras). Um total de 271 euros.

Waterstones
http://www.waterstones.com

Maison du Livre
http://www.maisondulivre.com/index.php

WHSmith
http://ebooks.whsmith.co.uk

Books on Board
http://www.booksonboard.com/index.html

Sony
http://ebookstore.sony.com/

(Crónica publicada no suplemento Ípsilon de 15 de Maio de 2009)

Esta entrada foi publicada em Ciberescritas com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/ciberescritas/2009/05/18/o-sony-reader-na-caixa-do-correio/" title="Endereço para O Sony Reader na caixa do correio" rel="bookmark">endereço permamente.

6 comentários a O Sony Reader na caixa do correio

  1. Boas!! Quero vender o meu reader book para comprar outro reader de outra marca. O reader que quero vender é o ‘sony reader 600’. Tenho garantia porque comprei há 2 meses em Inglaterra. Como ainda está perfeitamente novo e pela dificuldade em comprar aqui em Portugal, tenciono vender ao seu preço ‘245’ – o que acaba por ser uma vantagem para quem quiser comprar porque não tem de pagar taxas de transporte. Para o caso de estar interessado, o meu contacto é ‘peclor@hotmail.com’.

    Um abraço,

    Pedro

  2. Comprei um Sony Reader em Novembro passado,através da waterstones e estou muito satisfeita. Concordo que ha pouca disponibilidade em portugues (só alguns classicos), mas em ingles muita coisa. Nao me parece que o pdf seja o melhor fortmato a usar: embora seja possivel, ao modificar o tamanho de letra a paginaçao vai à vida. O ideal é epub, lrf (formato sony) ou mesmo rtf. Quanto a fontes de livros recomendo http://www.feedbooks.com e http://www.mobileread.com que também é um forum com uma imensidao de informaçao sobre estes gadgets e muitos livros estupendamente editados (ingles, frances, alemao e até algum portugues como os do Eça)

  3. a minha questão advém da minha inexperiência com este tipo de gadgets.
    é possível abrir qualquer ficheiro em pdf? eu tenho centenas de e-books em pdf, tirados gratuitamente, mas não me vale de muito comprar o leitor de e-books, se não os posso abrir lá. isto tudo porque a ideia com que fiquei da pesquisa que fiz, é que temos que comprar os livros que queremos ler, e não passar do pc para o e-reader.
    agradecia resposta,

    Daniela Rodrigues.

  4. Comprei o Sony ereader já há alguns meses (vivo no Canadá) depois de considerar todas as opções (Kindle e outros) e estou completamente satisfeito. Penso que a n~ivel estético é o que mais se aproxima do “feel” de um livro verdadeiro. E tem o tamanho de um paperback, o que é óptimo. Tem a vantagem de ler vários formatos de ficheiros PDF, ePub, RTF, Word e o formato proprietário da SONY ltf. O Kindle, na minha opinião é imensamente feio e só consegue ler os ficheiros do formato criado pela amazon, logo muito menos versátil. Pensoque apesar de todas os argumentos técnicos, o Kindle falha em comparação com o Sony na simplicidade e agradabilidade de utilização.

    Quanto a livros em português, encontrei alguns clássicos em várias páginas da net, como o projecto Gutenberg. Mas claro, como leio em inglês, não sinto tanto a falta de uma boa biblioteca na minha lingua materna. Apesar de tudo, acredito que a partir da chegada destes leitores ao mercado português, e principalmente ao brasileiro, a oferta vai explodir.

  5. Excelente artigo sobre o Sony Reader e Lojas Online para compra de livros.
    Apesar de os argumentos tecnicos do Kindle 2 serem brutais, o preço também é mais elevado.
    Seria interessante, fazer um trabalho de jornalismo junto das entidades chave portuguesas, para averiguar a visão existente sobre o lançamento de livros e revistas em formato PDF.

Deixar um comentário