Amanhã pode ler no ípsilon

Como na sua música, Andrew Bird fala através de imagens. E a sua música oferece ideias e imagens novas a quem estiver disponível. Gosta de tresler as letras dos outros músicos e gosta que tresleiam as suas. O homem-pássaro vive num celeiro na parte rural no estado Illinois mas Rui Tavares encontrou-o num café de Chicago. O novo álbum, “Noble Beast”, saiu na terça-feira nos Estados Unidos e sai a 2 de Fevereiro em Portugal. No Ípsilon a entrevista com o homem-pássaro.

“As coisas importantes acontecem ao coberto da escuridão”, diz-nos Paul Thomson. Fala de coisas como “Tonight”, o novo disco dos Franz Ferdinand, misterioso e subterrâneo, pejado de sintetizadores vintage e ritmos insinuantes.

São dois cometas da música portuguesa: Lula Pena canta fado que não é fado com voz de rara intensidade. Norberto Lobo é o Paredes da era pós-MTV. Amanhã estarão juntos na Galeria ZDB, em Lisboa. Para fazer o quê? Tudo e mais uma versão de Madonna.

David Frost entrevistou Richard Nixon e sacou-lhe a confissão de culpa que o ex-presidente americano nunca dera no caso Watergate. Trinta anos depois, Peter Morgan, o argumentista de “A Rainha”, fez dessa entrevista uma peça. Agora Ron Howard fez dela um filme. Político, mas não só.

Uma proposta, um telefonema de Penelope Cruz a ajudar e Woody Allen foi convencido a ir até Barcelona realizar a sua fantasia de ser um dia um cineasta europeu. Diz-nos ele que “Vicky Cristina Barcelona” corresponde ao tipo de filmes, de Godard, Bergman ou Fellini, que ele via nos anos 1950. Uma comédia? Sim. Mas reparem como também é um filme triste, diz ele.

Esta entrada foi publicada em Agenda, Ípsilon com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/ciberescritas/2009/01/22/amanha-pode-ler-no-ipsilon-6/" title="Endereço para Amanhã pode ler no ípsilon" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário