O retrato de Clarice

Ciberescritas

Isabel.Coutinho@publico.pt

Foi o Tim Booth que me chamou a atenção para o blogue Projecto Clarice. A semana passada enviou-me uma mensagem através do Twitter a perguntar se eu já tinha passado por lá. Tim Booth é um pseudónimo literário de Tiago Sousa Garcia, nascido em Matosinhos, e que mantém o blogue Era uma Vez um Rapaz e Livros sem critério.
O Projecto Clarice não é um projecto pequenino: tem como objectivo divulgar a obra da escritora brasileira de origem ucraniana Clarice Lispector. Está a ser realizado pela aluna Patrícia Lino, para a cadeira de Métodos e Técnicas de Pesquisa, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Mistura várias áreas: literatura, design gráfico, multimédia, desenho, fotografia e ainda, cinema. “Clarice Lispector – Já ouviu falar?” ou então “A Clarice nelas” são alguns dos temas e a frase “…juro que há em meu rosto sério uma alegria até mesmo divina para dar”, de Clarice Lispector, serviu de inspiração.
Do Projecto Clarice faz parte a realização de sessões de leitura da obra literária da escritora brasileira em infantários, escolas preparatórias e secundárias “como forma de homenagem” à escritora. As sessões têm tido direito a reportagens no blogue.
Patrícia Lino andou também a espalhar o rosto da escritora pelo distrito do Porto e fotografou esses momentos. Por vezes de madrugada. Também pediu a várias pessoas que se deixassem fotografar com uma imagem de Clarice Lispector nas mãos.
“Às vezes, quando vejo uma pessoa que nunca vi, e tenho tempo para observá-la, eu me encarno nela e assim dou um grande passo para conhecê-la. E essa intrusão numa pessoa, qualquer que seja ela, nunca termina pela sua própria auto-acusação: ao nela me encarnar, compreendo-lhe os motivos e perdoo.” Isto foi escrito por Lispector e todo o trabalho fotográfico de Patrícia poderia ser o prolongamento desta citação.
Algumas das fotografias são surpreendentes. Principalmente a expressão do rosto das pessoas que seguram a imagem da escritora nas mãos (a imagem é aquela muito conhecida, a preto e branco, que está na capa da edição portuguesa dos seus contos, editados pela Relógio D’Água).
No blogue estão também citações de outras pessoas sobre a trabalho literário de Clarice e pode escutar-se a canção Clarice, com letra de José Carlos Capinan e interpretada por Caetano Veloso : “Que mistério tem Clarice/ Que mistério tem Clarice/ Pra guardar-se assim tão firme, no coração”.
Patrícia está ainda a fazer uma curta-metragem, cujo tema central “se baseará em todo o mistério que se nos apresenta, assim que contactamos com Clarice Lispector”.
O blogue tem alguns comentários e o mais divertido é este: “Eu Carlos Ivo Marques M-E-I-N-E-D-O, venho por este meio comunicar que a caloira Patrícia Sofia Martins Lino, que frequenta actualmente a faculdade de Letras da Universidade do Porto, se esfalfou, extenuou, fatigou, debilitou e outras coisas terminadas em ‘ou’, para concluir este projecto da forma mais perfeita e adequada possível. Passo também a dizer que não fui obrigado a dizer isto e que a Patrícia não me ameaçou de morte, nem tão pouco me disse que me empurrava para o meio da rua de modo a ser atropelado, caso eu não fizesse uma boa apreciação do seu trabalho.” Patrícia Lino mantém outro blogue, o Mondo Cane.

Era uma vez um rapaz
http://www.eraumavezumrapaz.net/

http://livrosemcriterio.eraumavezumrapaz.net/

Projecto Clarice
http://projectoclarice.blogspot.com/

Mondo Cane- Patrícia Lino
http://umdesenhodoisdesenhos.blogspot.com/

publicado no suplemento ípsilon de 26 de Dezembro de 2008)

Esta entrada foi publicada em Feira, Ípsilon com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/ciberescritas/2009/01/05/o-retrato-de-clarice/" title="Endereço para O retrato de Clarice" rel="bookmark">endereço permamente.

4 comentários a O retrato de Clarice

  1. Estimada IC: muitos parabéns por divulgar esta escritora tão especial, e que merece toda a nossa admiração. Era bom que as obras de CL fossem mais conhecidas e reconhecidas.

    Digo eu…

  2. Pingback: Blogue Rascunho.net » Blog Archive » Hoje, no RASCUNHO

  3. É pena que seja apenas para alguns, vá-se lá entender porquê. Como se isto de divulgar projectos vários, que de outra forma poucas hipóteses têm de ver a luz do dia, fosse coisa limitada a uma escassa minoria. Gostava de entender os critérios, gostava mesmo. Cumprimentos. Miguel Santos Teixeira

  4. Mais uma vez obrigado pela divulgação Isabel, tanto a das minhas páginas – completamente imerecidas, desnecessárias até, mas pela qual estou imensamente agradecido – como pelo fabuloso projecto da Patrícia. Amanhã a curta estará on-line, assegurou-me a autora, e vale a pena. Já a vi, está fantástica.

    Cheers

Deixar um comentário