António Lobo Antunes e o novo romance

A entrevista que António Lobo Antunes (que está a lançar esta semana o seu novo romance O Arquipélago da Insónia, ed. Dom Quixote) deu a Anabela Mota Ribeiro é hoje capa da revista PÚBLICA.
Pode ser lida a partir daqui (não se esqueça quando lá chegar, clique na imagem e o texto aparece legível na coluna ao lado, se aparecer um quadro a dizer que é só para assinantes, faça-o desaparecer e não ligue).
Aqui fica um excerto:

P.- Disse uma vez que não lia os seus livros.
R.- Depois de sair não leio mais. Não leio porque tenho medo. Os primeiros livros: não gosto nada. Parecem-me escritos por outra pessoa. Não têm nada que ver comigo. Nos últimos fiquei espantado. Eu não escrevo assim tão bem.

(…)

P.-Há maus livros de que gosta?

R.- Há. O único livro que me fez chorar até hoje foi o “Love Story”, que li em África. O livro é uma merda, cheio de cordelinhos, e adorei. “Isto é uma merda, para que é que estou para aqui a chorar?” Não sei se não tinha que ver com o isolamento em que estava. Os livros também são a nossa circunstância. Então, devia ser o nome dos leitores a aparecer na capa dos livros. Estamos a projectar os nossos fantasmas, sofrimentos, medos.

Na sexta-feira, na SIC Notícias, Mário Crespo também entrevistou o escritor.
O vídeo dessa entrevista sui generis, para não lhe chamar outra coisa, está também disponível no site da estação. Para ver vá até lá.

Esta entrada foi publicada em Entrevista, Escritor com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/ciberescritas/2008/10/12/antonio-lobo-antunes-e-o-novo-romance/" title="Endereço para António Lobo Antunes e o novo romance" rel="bookmark">endereço permamente.

3 comentários a António Lobo Antunes e o novo romance

  1. Mas que grande entrevista, esta do Mário Crespo a Lobo Antunes. Vale bem a pena o tempo gasto a ouvir estes dois HOMENS a falar entre si de sentimentos, de vivências, de experiências, da vida e da morte, enfim … fantástico: Muito obrigado por a publicitar.

Deixar um comentário