A Família das Cegonhas

O género científico Ciconia é um dos presentes na família das cegonhas-brancas, a família Ciconiidae. Este género é composto pelos parentes mais próximos das duas espécies de cegonhas presentes em Portugal, a cegonha-branca (Ciconia ciconia) e a cegonha-negra (Ciconia nigra). Além das “nossas” espécies existem ainda mais cinco espalhadas um pouco por todo o mundo.

cegonha de abmin

Cegonha-de-abdim (http://www.arkive.org/abdims-stork/ciconia-abdimii/image-G68210.html)

Uma delas é a cegonha-de-abdim (Ciconia abdimii), que também é uma ave migratória, com o corpo todo preto, exceto o peito, que é branco, e parte da cabeça, que é azul com uma mancha vermelha nos olhos. Esta ave, que vive desde a Etiópia até à África do Sul em pastos, bosques e savanas perto de água, alimenta-se de insetos, pequenos mamíferos, répteis e anfíbios, assim como de pequenos peixes e aves. Felizmente esta cegonha, apesar de ser alvo de caça e de superstições como, por exemplo, a de que sacrificar esta ave trará chuva para terras secas, não se encontra em perigo.

cegonha de pescoço branco

Cegonha-de-pescoço-branco (http://ibc.lynxeds.com/photo/woolly-necked-stork-ciconia-episcopus/bird-side-profile)

O mesmo não se poderá dizer da cegonha-de-pescoço-branco (Ciconia episcopus), que tem neste momento um estatuto de conservação Vulnerável segundo a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas segundo a IUCN (www.iucnredlist.org/), devido principalmente à perseguição humana e à perda de habitat. Esta ave preta com pescoço branco e peito branco e com tons de verde e roxo, ocorre na Ásia, desde a Índia até à Indonésia, estando presente também em África onde ocupa zonas húmidas com árvores.

cegonha stormi

Cegonha-stormi (http://orientalbirdimages.org/search.php?Bird_ID=1265&Bird_Image_ID=25282&p=17)

 

Em pior estado de conservação encontra-se ainda a cegonha-stormi (Ciconia stormi), com estatuto de conservação de Em Perigo segundo a IUCN, estimando-se que o efetivo populacional não ultrapasse os 500 indivíduos, distribuídos em zonas muito específicas de florestas pristinas e habitats dulciaquícolas em Sumatra, no Bornéu, e na Malásia Peninsular. Esta ave de grande porte é normalmente um animal solitário, que se alimenta praticamente apenas de peixe. O estado de conservação desfavorável desta espécie prende-se principalmente com a perda de habitat, o reduzido número de indivíduos em liberdade e a caça excessiva em algumas das áreas onde ocorre.

maguari

Maguari (http://www.oiseaux-argentine.com/archives/2011/05/27/13642770.html)

Em situação contrária às últimas duas espécies, encontra-se o maguari (Ciconia maguari), que não apresenta problemas de conservação relevantes e que se encontra um pouco por toda a América do Sul, tendo as suas preferências de habitat direcionadas para pântanos, zonas húmidas tropicas e pastos encharcados. É um pouco maior que a nossa cegonha-branca e muito parecida, estando as diferenças apenas no bico, patas e zona envolvente ao olho que são vermelhas. Apesar de não estar ameaçada esta ave é caçada em algumas zonas da Amazónia.

 

 

cegonha branca oriental

Cegonha-branca-oriental (http://animal.memozee.com/view.php?did=23511&tid=3)

Ainda assim, a espécie mais parecida à cegonha-branca, será a sua parente cegonha-branca-oriental (Ciconia boyciana). Esta espécie é um pouco maior e apresenta uma auréola vermelha à volta do olho, uma íris mais clara e um bico muito preto. Esta cegonha encontra-se Em Perigo de extinção segundo a IUCN devido à perda de habitat e à caça excessiva praticada contra os indivíduos da espécie. Pode ser encontrada na China e na Rússia, alimentando-se, tal como a sua congénere europeia de peixe e outros pequenos animais presentes em massas de água abertas e zonas encharcadas.

 

 

Tiago Neves, Bioinsight

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>