Um porto de abrigo chamado Aki

Le Havre (2011),  A Vida de Boémia (1992) – ou a redenção de um certo boémio chamado Max – e Contratei um Assassino (1990) – dedicado à memória e às cores de Michael Powell – integram uma caixa Aki Kaurismaki que por estes dias é lançada (Midas Filmes). A nobreza feroz das fábulas como porto de abrigo – […]