Sem drama, o pior James Gray

Logo à frente, o elogio da imigração, como “uma coisa que mantém um país vital”, o país que acolhe. James Gray fala de um lugar, a América, onde “há mais de 100 anos”, primeiro com “os irlandeses”, depois com “os italianos”, a seguir com “os judeus” e agora com “os latinos”… “imigrante” tem sido sempre […]