David Fincher, o sonso

Sem coragem para assumir o exploitation movie, Fincher dissimula-se (dissimula-o) em algo que aparenta ser uma aproximação ao glacial tempo do fim do amor, do inferno do casal. David Fincher em assinalável ponto de sonsice: sem coragem para assumir abertamente o exploitation movie, dissimula-se (dissimula-o) em algo que aparenta ser uma aproximação ao glacial tempo […]

O belo adormecido

Marcello Mastroianni olha para Claudia Cardinale, olhos pingando sobre os óculos. Esse olhar é apanhado pelo cartaz de Cannes 2014. Guido, a sua personagem no 8½ de Fellini, a olhar para uma aparição: a rêverie de um sátiro já ocupada pelo seu cepticismo. Marcello, no fundo, olha para nós. Está a dizer-nos: “Eu sei que vocês sabem…” Que sabemos […]

O 25 de Abril e a Gata Borralheira no sapato que Portugal calça em Cannes

A Caça Revoluções de Margarida Rêgo está na Quinzena dos Realizadores e Boa-Noite Cinderela de Carlos Conceição na Semana da Crítica. Por Vasco Câmara, em Cannes Filmes de época? Filmes para esta época. O que fazer com a memória e com o idealismo da revolução de 1974, pergunta Margarida Rêgo em A Caça Revoluções? Uma versão “carnal e […]

Bem-vindo a Cannes, senhor Ferrara

Nicole Kidman como Grace do Monaco é uma promessa de petit scandale sazonal. Os Dardenne, Egoyan, Mike Leigh, Ken Loach ou Cronenberg são os suspeitos de costume. A coisa que apetece agora é Abel Ferrara e Dominique Strauss-Kahn. Por Vasco Câmara, em Cannes “Vous savez qui je suis?” Dominique Strauss-Kahn, antigo director do FMI acusado em […]

Bernardo Bertolucci: a conversa continua

Bertolucci, amoroso da psicanálise, a narrar-se, a interpretar-se (IndieLisboa, sábado, 26, 19h, Cinemateca, secção Director’s Cut). São 50 anos de cinema, outros tantos de sonhos e contradições, imagens que resultam de um trabalho de dois anos de pesquisa por arquivos televisivos de todo o mundo. Luca Guadagnino e Walter Fasano deixam falar a obra. Bertolucci on Bertolucci entre outras coisas, […]

Para desformatar o IndieLisboa

Um retrato da programação da 11.ª edição do festival, que é apresentada esta terça-feira. Claire Simon a abrir. Xavier Dolan a fechar. De 24 de Abril a 4 de Maio A  “fórmula indie“, dizem, cansa cada vez mais, por isso para o IndieLisboa 2014 (de 24 de Abril a 4 de Maio) foi preciso procurar […]

Nestas cenas da via conjugal o amor é mais frio do que a morte

  Uma estufa de sensualidade, os ritmos e os corpos de um mundo fechado: uma família normal, pai, mãe e a sua filha. Normal é o quotidiano, normal é a violência. Uma fábula, e como é impossível vivê-la. No Festival de Cinema de Veneza não há competição à altura, para já, de The Police Officer’s Wife, […]

E fez-se medo

Esta menina da foto podia ser um charco de água, mas quando começa a  chamar as coisas pelo seu nome… Iniciação ao mundo e ao medo, Post Tenebras Lux, de Carlos Reygadas.http://www.publico.pt/temas/jornal/e-fezse-medo-26766773

Saleh Haroun e Basil da Cunha, a noite e um delicado vampirismo

Primeiro, o embate com Souleymane Démé, dançarino de Ouagadougou, uma perna paralisada e veemência no corpo – foi nesse encontro que o realizador Mahamat-Saleh Haroun encontrou o seu filme. Depois, e isso é agora, o embate do espectador com um corpo que dança com uma perna morta mas que tem de suspender os sonhos da […]

Quando vemos o que não queríamos ver

  O IndieLisboa está de olhos postos em Ulrich Seidl, que tem os olhos postos em nós: o desconforto do cinema do realizador austríaco talvez seja afinal, para além do ruído supostamente “escandaloso”, uma experiência muito silenciosa e lúcida de nós próprios. Entrevista