Tudo na infância é uma conquista – andar, falar, comer. Como coisa de sobrevivência: se não faço isto, morro.

É um dos meus de 2012. Porque me assustou, porque os filmes com os “actores-criança” podem fazer vaciliar o nosso conforto de espectadores, porque acordou a memória de mundo que tem de ser conquistado. Esta foi a conversa com Valérie Massadian, francesa de origem arménia, modelo (para Nan Goldin), fotógrafa a passar das borboletas imobilizadas (a fotografia, como ela diz) […]