O 25 de Abril e a Gata Borralheira no sapato que Portugal calça em Cannes

A Caça Revoluções de Margarida Rêgo está na Quinzena dos Realizadores e Boa-Noite Cinderela de Carlos Conceição na Semana da Crítica. Por Vasco Câmara, em Cannes

839299

Filmes de época? Filmes para esta época. O que fazer com a memória e com o idealismo da revolução de 1974, pergunta Margarida Rêgo em A Caça Revoluções? Uma versão “carnal e materialista” da Gata Borralheira – materialismo de estirpe marxista – propõe Carlos Conceição com Boa-Noite Cinderela, uma Cinderela que faz pela vida no século XIX, época que para o realizador tem semelhanças com a actualidade portuguesa que não são mera coincidência.

São duas curtas-metragens portuguesas em Cannes 2014, 67ª edição, de 14 a 25 de Maio. A primeira está na Quinzena dos Realizadores, a segunda na Semana da Crítica.

Continuar a ler no PÚBLICO.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>