Quando vemos o que não queríamos ver

765154

 

O IndieLisboa está de olhos postos em Ulrich Seidl, que tem os olhos postos em nós: o desconforto do cinema do realizador austríaco talvez seja afinal, para além do ruído supostamente “escandaloso”, uma experiência muito silenciosa e lúcida de nós próprios. Entrevista

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>