Marcel Ophuls: o carrossel do século XX passa por aqui

bscap0050

Un Voyageur, novo filme de Marcel Ophuls, está seleccionada para a Quinzena dos Realizadores de Cannes. Será, por certo, novo encontro com a História do século XX. Ophuls tem sido um vibrante denunciador das reinvenções da memória. Ao mesmo tempo que, como um mestre de cerimónias simultaneamente cruel e afectuoso, tem musicado um carrocel de carrascos, SS, arquitectos nazi, delatores, resistentes, sobreviventes, repórteres e mercenários da emoção. Em 2010, ano de uma retrospectiva no DocLisboa, entrevistei este homem que destruiu o mito da França resistente a Hitler, que postula que o jornalismo não pode ser neutral – e que foi seduzido por um criminoso de guerra chamado Albert Speer

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>