“A Nossa Forma de Vida”: em contacto com o grande nada

“A Nossa Forma de Vida”, documentário de Pedro Filipe Marques, vem somando prémios internacionais, depois da consagração no DocLisboa 2011. Este domingo é exibido, às 21h30, no cinema Nun’Álvares, no Porto. Vai continuar a crescer. http://www.publico.pt/multimedia/video/a-nossa-forma-de-vida-em-contacto-com-o-grande-nada-634898071173263967

O sítio das coisas selvagens

Peter Mullan, actor escocês, da tribo de Ken Loach (Riff Raff, My Name is Joe, prémio de interpretação em Cannes 1998) estreou-se na realização  em 1997, com Orphans, pequeno e maravilhoso filme sobre irmãos separados  que em adultos se reencontram para enfrentarem (mal) a orfandade. Vindo da tradição do cinema social, o filme exibia de forma temerária a […]

Ruminante

A ruminância é o traço de Killing Them Softly, do neozelandês Andrew Dominik, um cinema que se parece com tudo. Também o recente Lawless, do australiano John Hilcoat, permitia delirar: estes, nos nossos antípodas, estão a fazer seu aquilo que não lhes pertence, cruzando o western e o thriller, por exemplo, mas como alunos portadores de uma tarefa.  Tarefeiros, […]

O filme que matou Humberto Delgado

Às tantas, é como se o filme se pusesse de acordo para se ver livre de Humberto Delgado, deixando-se invadir por um frenesim de burlesco tragicómico. E assim desaparece, mais ou menos a meio, a “personagem principal”. Na verdade, assim desaparece um foco de incómodo, até aí, de Operação Outono: a incompatibilidade entre corpo do actor […]

Isto (não) é paisagem

Apetece dizer James Benning se envolve numa melancolia proustiana ao fixar demoradamente os espaços, os edifícios da sua cidade, Milwaukee, para reactivar memórias biográficas, fantasmas de gentes – ao fazê-lo, coloca, é claro, o espectador nessa disposição. Em 1976, querendo retratar as mutações, a gentrificação que ameaçava o desaparecimento de uma zona industrial e operária da cidade, colocou a […]

Ouvir vozes

Numa entrevista ao suplemento Ípsilon, do PÚBLICO, na semana passada, Joaquim Sapinho dizia: “Sinto cada vez mais que o cinema é uma coisa longe da comunicação e que tem que ver com a comunhão”. É esta a condição que Deste Lado da Ressurreição põe. É a única, mas é radical: implica que o espectador aceite ser desarmado das […]

Making of…

Este foi o filme que deve ter sabotado as hipóteses de Tabu, de Miguel  Gomes, para o Urso de Ouro do Festival de Berlim. Mas então foi apenas “isto”? Confere: há em César Deve Morrer uma narrativa redentora (do género: a arte, o Júlio César de Shakespeare encenado e interpretado numa prisão de alta segurança italiana, redime) que dificilmente […]

Gimme the Loot: flores para o espectador

O ramo de flores no final, prenda de um filho à mãe (que nunca vimos, de que só ouvimos falar), é o ponto de chegada de Gimme the Loot (2012), de Adam Leon, antes de o filme dizer: The End. É o plano final. Mas nada acabou. Significa, isso, que a coisa vai continuar. Nós é […]

Mortes em Viena

Uma carta de Friz Lang a assumir a convivialidade vienense com a morte. Joseph Cotten a braços com os mortos no Terceiro Homem, de Carol Reed – e ele próprio, provavelmente, sendo um deles. Para a morte caminham um velho mexicano que parece o português Ventura e um ex-killer argentino que é um cancro ambulante. E […]

O cheiro a Jeffrey Dahmer

A morte cheira a café, diz o detective que no Verão de 1991 abriu o frigorífico de Jeffrey Lionel Dahmer, Oxford Appartments de Milwaukee, e encontrou uma cabeça decepada de olhos esbugalhados e boca aberta. Haveria mais crâneos, mãos, esqueletos que o próprio Dahmer depois ajudaria a polícia a recompor para dar corpo completo às 17 […]