still

And the calf that you carve with a smile/ Is MURDER/ And the turkey you festively slice/ Is MURDER( Do you know how animals die ? (A Grande Farra, Marco Ferreri, The Smiths)    

Mendoza Huppert

O “escândalo” “Stromboli”, quando Rossellini atirou Ingrid Bergman para uma ilha, é irrepetível; o sagrado e o sacrílego não estão ao dobrar da esquina. Mas Brillante Mendoza facilitou: talvez Isabelle Huppert fosse a última actriz a potenciar a tensão entre “ficção” e “documentário”; ela é, deve ser essa a sua “natureza”, diluível; desaparece e  não é preciso ir […]

Era uma vez o cinema na terra

A última vez que o vimos errava pelas ruas de Nova Iorque, dealer, pedinte, fura-vidas. Era assim que Ben e Josh Safdie, em Vão-me buscar Alecrim (2009), viam Abel Ferrara: fantasma de uma cidade e de um tempo, Nova Iorque dos anos 1970. Vão-me buscar Alecrim, assinalaram os Safdie, não era sequer um “filme de […]

Apocalipse

Um dos mais mal amados filmes de Oliveira é A Caixa (1994), baseado na obra de Prista Monteiro. Teatro do absurdo enjaulado em escadinhas lisboetas (um cenário “natural” tornado palco e artifício), a família como viveiro de espécies carnívoras – e Beatriz Batarda de uma severidade e de uma amargura castigadoras. A espaços, O Gebo […]

De gritos? De fugir

    Empreendimento razoavelmente cínico. O(s) mesmo(s) filmes(s) de sempre mas a querer dar ares de que há ali alguém a pensar – de que o filme se pensa a si próprio. Na verdade, não faz outra coisa a não ser espremer a (velha) fórmula. A antologia, por si só, não é ponto de partida […]

still

I’m in love with a German film  star/I once saw in a  movie/Playing the part of a  real troublemaker/But I  didn’t care/It really moved me, it  really moved me (O Direito do Mais Forte à Liberdade, Rainer Werner Fassbinder, The Passions)

still

  She comes in colors ev’rywhere/She combs her hair/ She’s like a rainbow (L’Important c’est d’Aimer, Andrzej Zulawski, Rolling Stones) 

still

I would go out tonight/ But I haven’t got a stitch to wear (Bringing Up Baby, Howard Hawks, The Smiths)

still

Love, love will tear us apart again. Love, love will tear us apart again. (Dead Ringers, David Cronenberg, Joy Division)