Os fantasmas

 

Depois de “O Fantasma”, eis o mais perturbante filme de João Pedro Rodrigues: aquele que nos deixa imagens mais memoráveis, mais sujas, mais ensopadas de sentidos.

A juventude olhada com distância (se calhar cepticismo). As imagens surgem renovadas na sua violência.

Um comentário a Os fantasmas

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>