E faz-se luz?

Os cineastas que vão iluminar o concurso de Cannes, diz-se nos corredores (como se diz aquilo que não é nem nunca foi segredo) são o mexicano Carlos Reygadas e o francês Léos Carax. O primeiro com “Post Tenebras Lux”. O segundo com “Holly Motors”.

 

O primeiro com uma família que deixou a cidade, instala-se no campo e observa enquanto os dois mundos se complementam e/ou aniquilam. O Malick deste ano?

O segundo com (e citamos a sinopse) o retrato de um homem, Denis Lavant, à procura  da beleza do gesto, do motor da acção e dos fantasmas da sua vida. E com Kylie Minogue e Eva Mendes.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>