O meu palmarés

“Killer Joe” comportou-se como filme incorrecto, isso pode prejudicar as suas aspirações ao Leão de Ouro. “Shame”, de Steve McQueen, tem a sua autoridade salvaguardada. A não ser que o júri seja tentado pela arte mefistofélica de Sokurov. Amanhã, o palmarés da 68 edição do festival de Veneza. Darren Aronofsky e os outros jurados vão decidir. Aqui brinca-se já aos júris…

Leão de Ouro

“Killer Joe”, de William Friedkin

 Leão de Prata

“Shame”, de Steve McQueen

 Prémio Especial do Júri

“L’Ultimo Terrestre”, de Gian Alfonso Pacinotti

 Taça Volpi para o melhor actor

ex-aequo

Matthew McConaughey, por “Killer Joe”

Michael Fassbender, por “Shame”

Taça Volpi para a melhor actriz

Deannie Yip, por “A Simple Life”, de Ann Hui

 Osella de Ouro, melhor realizador

Yorgos Lanthimos, por “Alpis”

Osella de Ouro, melhor fotografia

"Peo­ple Moun­tain Peo­ple Sea", de Cai Shangjun

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>