Cão danado!

Deve ter sido assim Cannes, Quinzena dos Realizadores, 1992, “Cães Danados”, de Quentin Tarantino. Veneza, competição, 2011, “Killer Joe”, William Friedkin. Seu cão danado!

Reacção entusiasta. E uma conferência de imprensa com a mesma liberdade deste “cineasta velho”: sempre sob a ameaça de ele desatar a cantar o “Nel blui dipinto di blu” de “Volare” ou uma ária de ópera de Puccini.

Um comentário a Cão danado!

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>