Fadhel Jaibi está em Avignon

 

 

Depois de se ter apresentado em Almada, na passada segunda-feira, o encenador tunisino chega a Avignon com Amnesia.E, na conferência de imprensa que está agora a decorrer, disse: “Faço um teatro sobre a crise da cidadania. Antes de ser artista sou cidadão. Tenho um olhar de vigilância e exigência sobre a sociedade. Os tunisinos estão no centro de todas as minhas preocupações, as suas fantasias, esquecimentos, sonhos, e esperanças. É uma missão falar das suas múltiplas ambições. Faço um teatro de resistência que tenta olhar de perto e colocar em questão os tabus e interditos. Quero falar de tudo o que é interdito, porque todos os ditadores refazem a história. É preciso contar a história do país, contra a mafia que se instalou na sociedade.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>