A espiral da suspeita

Por Luís de Sousa, presidente da TIAC A tendência começou lenta e discreta, como todas as tendências, e foi ganhando força com o passar dos anos. Hoje chegámos a isto: a desconfiança dos cidadãos nas instituições democráticas atingiu níveis insustentáveis, não só em Portugal mas na generalidade das sociedades ocidentais. Durante longos anos, os analistas […]