O “Ser ou não Ser” dos Lóbis

  Por Filipe Pereira, Consultor de Comunicação, membro da TIAC Ao ser contextualizado na esfera do poder, da política e do desenvolvimento organizacional, como sendo claramente dirigido a questões políticas, macro decisões do foro legislativo e a questões estruturantes da sociedade, o lóbi pode assumir uma função necessária de representação e participação dos cidadãos nos […]

Coimas e restruturações

Por Filipe Pereira, membro da TIAC O TC multou partidos por infrações entre 2005 e 2009 em 2,26 milhões de euros. À primeira vista, parece que temos aqui três boas notícias. A primeira boa notícia é que os partidos sempre o fizeram e o Tribunal Constitucional sempre o soube… mas agora não houve razões para […]

Gato por lebre

Por Luís de Sousa, Politólogo e Presidente da TIAC Hoje em dia, as políticas da justiça, tal como em qualquer outra área sectorial, estão cada vez mais sujeitas a dois tipos de escrutínio: um escrutínio interno dos partidos da oposição, dos vários stakeholders (ordens, sindicatos, associações), da comunicação social, da sociedade civil e dos cidadãos […]

Portas rolantes e negócios obscuros

Por Luís Bernardo, investigador da TIAC Desde que a crise entrou na Europa, por via da estrutura de activos dos bancos europeus, muita coisa mudou. Estamos mais atentos ao que se passa no sistema financeiro e aos seus efeitos na democracia. Compreendemos, cada vez melhor, o que é o sistema financeiro. Questionamos cada vez mais […]

Não somos deuses nem animais

Por Bárbara Rosa, Jurista, membro da direcção da TIAC e co-autora do blogue Má Despesa Pública Daniel Innerarity defende, citando Aristóteles, que a nossa condição política é algo que nos permite fazer um grande número de coisas que seriam impossíveis se vivêssemos como os deuses ou os animais. E a política não é sinónimo de […]