Um ano de Má Despesa Pública

Por Bárbara Rosa e Rui Oliveira Marques, fundadores do Má Despesa Pública

O Má Despesa Pública (MDP) surgiu há um ano para responder à insuficiente informação relativa aos tantos casos de mau uso do dinheiro público por parte das entidades públicas portuguesas. A ideia inicial consistia em agregar notícias, dos vários órgãos de informação, sobre maus exemplos de despesa pública. Logo concluímos que a maior parte dos casos nem sequer eram objeto de notícia. Como tal, decidimos começar a pesquisar em fontes oficiais de informação, como sejam o Portal dos Contratos Públicos ou o Diário da República, cruzando outros elementos de informação específica atinentes com a entidade pública visada, para concluirmos, ou não, estar perante um exemplo de má despesa pública.

Não somos mais do que um grupo cívico informal que dedica algum do seu tempo a ler documentos públicos pouco divertidos. Estranhamos que haja tão poucas pessoas, grupos e partidos interessados em analisar estas questões e em denunciarem gastos despropositados, independentemente da sua dimensão. Talvez tenha sido por isso que ao longo destes meses vários casos por nós publicados chegaram a ser notícia na imprensa.

A despesa pública só pode ter como fim o interesse público. E, no caso português, pelas infelizes razões conhecidas, exige-se um acréscimo de rigor e atenção à relação custo-benefício na aplicação do dinheiro público. O nosso trabalho tem como ponto de partida recolher informação, toda ela documentada, e analisá-la tendo em conta a relação custo-benefício e o fim de determinada despesa.

O MDP só tem como objetivo informar, tendo como pressuposto a importância da informação na construção da consciência cívica, sendo esta o motor da intervenção cívica construtiva. O escrutínio da gestão pública por parte dos cidadãos não se pode limitar aos atos eleitorais. Infelizmente, já todos percebemos que a má despesa pública é um costume nacional, tal como tem sido retratado no blogue.

Acreditamos que todos os cidadãos, individualmente e de forma apartidária, podem contribuir para o aperfeiçoamento da democracia, o qual não existe sem uma correta aplicação do dinheiro público. E, por isso, denunciamos a má despesa pública, visando contribuir para o seu combate.

3 comentários a Um ano de Má Despesa Pública

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>