Matiné de fim de semana

As tardes televisivas de fim de semana dos canais terrestres sempre foram em grande parte preenchidas com cinema, documentários, séries, talk-shows, e é por isso perfeitamente normal que continue a ser essa a política essencial dos fins de semana televisivos. Mas há qualquer coisa de preguiçoso quando as tardes de fim de semana são, por exemplo, preenchidas com três filmes de seguida ensanduichados entre os telejornais do almoço e do jantar (TVI), um magazine people e dois filmes (SIC), ou repetições do horário nobre da noite anterior (RTP). 

E preguiçoso porque, por exemplo, podia-se aproveitar esses três filmes de seguida para intercalar filmes recentes e clássicos ou criar ciclos temáticos que não se limitassem ao standard “original + sequelas” ou “James Bond 007”, como em tempos a RTP fazia quando mostrava clássicos do filme de aventuras ao sábado e dos musicais ao domingo. Poderão sempre dizer que isso é mais coisa de serviço público do que de canal privado; é verdade, mas pergunto-me se mostrar My Fair Lady ou Encontros Imediatos do 3º Grau às cinco da tarde terá menos audiência do que Yakuza: O Império do Sol Nascente ou Miss Detective 2 ou Seis Dias Sete Noites (que já passou, pelo menos, três vezes nos horários de tarde)…

Os comentários estão fechados.